Buscar em     por     
     Minha Conta/Login | Publicidade | Contato     

     Home    PUBLICAR   CADASTRO   Pets Brasil   Postais   Busca RS   Ajuda










  Categorias

Ver Todas as Categorias

Procurar por municípios


  Serviços

Procura um novo amor? Cadastre-se grátis no Cupido BR

Mande postais gratuitos do RS e de todo o país. Agende eventos


  Destacados


Dr. MARCO TÚLIO VICHINSKI ROCHA



     

Você está na seguinte Editoria:   Home > Notícias > Saúde

Porto Alegre registra 55 casos de rubéola

Comentários | Adicionar a Favoritos | Enviar a Amigos |


Publicação: 14/09/2007

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou hoje, 14, que chegam a 55 os casos de rubéola confirmados na Capital. A Vigilância em Saúde tem recebido cerca de 24 notificações da doença por dia, e continua realizando inúmeros bloqueios vacinais em empresas, escolas, universidades e hospitais. Nos postos, a vacina está disponível para homens até 39 anos e mulheres até 49 anos.

De acordo com a coordenadora da Equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis (EVDT) da SMS, Maristela Fiorini, a epidemia está concentrada nos homens na faixa etária dos 20 aos 34 anos. A coordenadora ressaltou que, dos 55 casos da doença, 48 se manifestaram em homens nesta faixa de idade. "Os homens que não sabem a sua condição vacinal, e que não tiveram rubéola diagnosticada por exame laboratorial específico, devem procurar um posto de vacinação o mais rápido possível", alertou.

A EVDT informa que já foram aplicadas cerca de 21.471 doses de vacinas, seja em intensificação, quando não é constatada a doença, ou em bloqueios vacinais, nos casos de suspeita de rubéola. "Na segunda-feira, 17, das 18h30 às 22h30, estaremos no Centro Universitário Ritter dos Reis (Uniriter), para darmos continuidade ao bloqueio vacinal", afirmou Maristela. Até o momento, há 90 casos sendo investigados e aguardando resultado de exame laboratorial especializado.

Sintomas e Precauções

- A rubéola é uma doença incômoda e os casos suspeitos apresentam sintomas como febre, manchas avermelhadas pelo corpo, acompanhado de ínguas atrás da orelha e no pescoço.

- Toda pessoa com esses sintomas, independente da idade e da situação vacinal deve procurar um serviço de saúde.

- Postos de saúde e ambulatórios estão orientados para o diagnóstico e pronta notificação dos casos.

- Em gestantes a doença é grave, especialmente no primeiro trimestre de gestação. Pode comprometer o desenvolvimento do feto e causar aborto, morte fetal, natimorto e anomalias congênitas, o que se denomina de Síndrome da Rubéola Congênita.

- Essas manifestações da síndrome podem ser transitórias, como icterícia e meningonencefalite, ou permanentes, como deficiência auditiva, malformações cardíacas, catarata, ou glaucoma.

- As crianças podem apresentar mais de um sinal ou sintoma.



Fonte:   Prefeitura Municipal de Porto Alegre



Fotos Adicionais



Classificação Média dos Visitantes:    1.00 (até 5)
Número de votos: 1 Votos

Vote no artigo:
 Comentários dos visitantes (0)
escreva um comentário (NÃO é para contatar o site)
(Não foram encontrados comentários. O seu pode ser o primeiro!)




 
     

 


Mapa do Site | Termos de Uso | Política de Privacidade | Fale a Seus Amigos |

Copyright © 1995-2014, Infomídia Produções. Todos os direitos reservados.
Este é um site de divulgação sobre o Estado do Rio Grande do Sul. Quer contribuir? Sua contribuição será muito bem-vinda.