Buscar em     por     
     Minha Conta/Login | Publicidade | Contato     

     Home    PUBLICAR   CADASTRO   Pets Brasil   Postais   Busca RS   Ajuda










  Categorias

Ver Todas as Categorias

Procurar por municípios


  Serviços

Procura um novo amor? Cadastre-se grátis no Cupido BR

Mande postais gratuitos do RS e de todo o país. Agende eventos


  Destacados


Dr. MARCO TÚLIO VICHINSKI ROCHA



     

Você está na seguinte Editoria:   Home > Notícias > Educação

Rede municipal de ensino aborda cultura indígena

Comentários | Adicionar a Favoritos | Enviar a Amigos |


Publicação: 20/04/2009

As assessorias pedagógicas de Relações Étnicas e de Gênero e Sexualidade da Secretaria Municipal de Educação (Smed) promovem formação continuada nas áreas de história e cultura africana, afro-brasileira, indígena e de gênero e sexualidade. O objetivo dos encontros é orientar quanto à melhor maneira de implantar as temáticas na estrutura curricular das escolas.

Ao contrário de anos anteriores, em 2009 as ações foram descentralizadas, com o deslocamento dos assessores até as escolas para realizar a atividade diretamente com professores, equipes pedagógicas, alunos e pais. De acordo com a assessora de Relações Étnicas, Adriana Santos, "desta forma, o número de pessoas atendidas é maior do que o público que poderia comparecer aos seminários fora da escola".

As formações ocorrem desde março e estão previstas até dezembro. Os representantes das escolas têm autonomia para escolher os temas dentro das quatro temáticas oferecidas e também para agendar diretamente com a assessoria quatro encontros anuais previstos para a realização da atividade, sendo obrigatórios dois por semestre. Segundo o assessor-adjunto de Relações Étnicas, Manoel da Silva, as escolas que ainda não têm agendamento previsto devem fazê-lo o quanto antes para o planejamento de conteúdos e para que não ocorram convergências de dias e horários.

O programa de formação continuada vem ao encontro da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 1996, que foi alterada pelas leis 10.639/2003 e 11.645/2008, que tornaram obrigatório o ensino de história e cultura afro-brasileira, africana e indígena no currículo da educação básica.



Fonte:   Prefeitura Municipal de Porto Alegre



Fotos Adicionais



Classificação Média dos Visitantes:    0.00 (até 5)
Número de votos: 0 Votos

Vote no artigo:
 Comentários dos visitantes (0)
escreva um comentário (NÃO é para contatar o site)
(Não foram encontrados comentários. O seu pode ser o primeiro!)




 
     

 


Mapa do Site | Termos de Uso | Política de Privacidade | Fale a Seus Amigos |

Copyright © 1995-2014, Infomídia Produções. Todos os direitos reservados.
Este é um site de divulgação sobre o Estado do Rio Grande do Sul. Quer contribuir? Sua contribuição será muito bem-vinda.