Buscar em     por     
     Minha Conta/Login | Publicidade | Contato     

     Home    PUBLICAR   CADASTRO   Pets Brasil   Postais   Busca RS   Ajuda










  Categorias

Ver Todas as Categorias

Procurar por municípios


  Serviços

Procura um novo amor? Cadastre-se grátis no Cupido BR

Mande postais gratuitos do RS e de todo o país. Agende eventos


  Destacados


Dr. MARCO TÚLIO VICHINSKI ROCHA



     

Você está aqui:   Home > História Gaúcha > Temas Diversos > O Gaúcho > O Gaúcho no Passado

Costume de andar a cavalo

Comentários | Adicionar a Favoritos | Enviar a Amigos |


Page Views: 2908
Publicação: 08/09/2007

 O pesquisador francês Saint-Hilaire (1820) afirma que era quase impossível encontrar alguém na província do Rio Grande do Sul que não utilizasse cavalo, e não está se referindo somente a empregados rurais de estâncias. “Os habitantes passam a vida, por assim dizer, a cavalo, e freqüentemente locomovem-se a grandes distâncias com rapidez suposta além das possibilidades humanas.”
 
 O francês Arsène Isabelle dá este testemunho em visita ao interior riograndense no inicio do século passado: “ Fomos a pé até a povoação (São Borja), ainda que o calor estivesse excessivo. Os habitantes (...) acostumados a não darem um passo à pé, nos olharam muito admirados.” Causava espanto verem pessoas desmontadas. Saint-Hilaire (1822) diz quase o mesmo. O pesquisador perdeu-se no Rio Grande e foi bem recebido em uma casa, mas com admiração por estar à pé “pois nesta região, mesmo pobre, inclusive os escravos, não dão um passo sem ser a cavalo.”
 
 O Conde d’Eu afirma que para o riograndense (é interessante notar que ele confunde os termos gaúcho e riograndense já em 1858) era depreciada a pessoa que não sabia montar. Já naquela época esta pessoa era considerada (vejam bem, 1858) “baiana”.
 
 O escritor alemão Karl May, buscando material para suas novelas, tinha excelentes compilações de relatos de pesquisadores e historiadores que estiveram nos pampas da América do Sul por volta de 1850. Nelas ele fala das crianças gaúchas “com pouco mais de dois anos de idade, saírem montadas, a galope, campo afora.”


Fonte:   Evaldo Muñoz Braz





Fotos Adicionais


Classificação Média dos Visitantes:    4.00 (até 5)
Número de votos: 4 Votos

Vote no artigo:
 Comentários dos visitantes (0)
escreva um comentário (NÃO é para contatar o site)
(Não foram encontrados comentários. O seu pode ser o primeiro!)




 
     

 


Mapa do Site | Termos de Uso | Política de Privacidade | Fale a Seus Amigos |

Copyright © 1995-2014, Infomídia Produções. Todos os direitos reservados.
Este é um site de divulgação sobre o Estado do Rio Grande do Sul. Quer contribuir? Sua contribuição será muito bem-vinda.