Buscar em     por     
     Minha Conta/Login | Publicidade | Contato     

     Home    PUBLICAR   CADASTRO   Pets Brasil   Postais   Busca RS   Ajuda










  Categorias

Ver Todas as Categorias

Procurar por municípios


  Serviços

Procura um novo amor? Cadastre-se grátis no Cupido BR

Mande postais gratuitos do RS e de todo o país. Agende eventos


  Destacados


Dr. MARCO TÚLIO VICHINSKI ROCHA



     

Você está aqui:   Home > Meio Ambiente > Informações Gerais

O papel do Rio Grande na Sinfonia da Vida

Comentários | Adicionar a Favoritos | Enviar a Amigos |


Page Views: 1375
Publicação: 08/09/2007

 A Nona Sinfonia de Beethoven, executada por uma boa orquestra, é uma coisa magnífica. Para que tudo isto ocorra, cada nota tem o seu lugar e cada músico o seu papel. Mas a pessoa mais importante é mesmo o maestro - ele conduz, faz vibrar cada uma das notas, faz cada músico entrar em cena - e sair dela - na hora certa.
 
 A Terra é, de certa forma, um planeta sinfônico. A peça que se apresenta aqui, já há muito tempo, chama-se "Vida". O maestro tem o nome de "Evolução Natural". Os músicos são fatores tais como o vento, o clima, as alterações geológicas. E as notas são tudo o que está vivo.
 
 Por milhões de anos a apresentação transcorreu perfeitamente, até que uma das notas decidiu que não era bem assim. Quis que toda a orquestra e a sinfonia estivessem a seu exclusivo dispor. Decidiu que era a coisa mais importante do espetáculo, e que os músicos, o maestro e todas as outras notas existiam unicamente porque ela estava ali. Essa nota rebelde, que apesar de sua pretensão não consegue viver fora do estreito espaço da pauta e da vontade dos músicos e maestro, chama-se Homem. E ele quis reger a orquestra. 
 
 No entanto, nenhuma espécie vive sozinha. E, após desafinar tremendamente, destruindo trechos inteiros da partitura, como a Mata Atlântica, que no Rio Grande e em todo o país sobrevive apenas em "ilhas" de vegetação, o homem percebeu que a sinfonia só existe como conjunto. Para que ele viva, é preciso que todos os demais seres tenham também a sua chance. Por isso, é preciso garantir a biodiversidade - a variedade dos seres vivos que existem no Planeta.
 
 Essa delicada tarefa encontra-se nas mãos de todos os homens. E os gaúchos, por certo, têm o seu importante papel. Afinal, se o Rio - o de Janeiro - foi no início da década de 90 o ponto de encontro dos estadistas do mundo para definir o futuro da Terra, este Rio - o Grande do Sul - é, há muito tempo, um dos grandes pontos de encontro do mundo.
 
 No Rio Grande do Sul há o encontro do clima tropical e do temperado. Das correntes marítimas. Dos animais de diferentes regiões climáticas. É por isso que o Estado conta com formações vegetais tão variadas como a Mata Atlântica, no Litoral Norte, e o espinilho, na Fronteira Oeste.
 
 Neste Site, pretendemos apresentar essa incrível variedade das paisagens e habitats gaúchos. Com isso, ao se oferecerem condições para que os gaúchos conheçam o tesouro natural que têm em suas mãos, se espera que ajudem a preservá-lo, tornando o Rio Grande um trecho harmonioso da Sinfonia da Vida.


Fonte:  





Fotos Adicionais


Classificação Média dos Visitantes:    0.00 (até 5)
Número de votos: 0 Votos

Vote no artigo:
 Comentários dos visitantes (0)
escreva um comentário (NÃO é para contatar o site)
(Não foram encontrados comentários. O seu pode ser o primeiro!)




 
     

 


Mapa do Site | Termos de Uso | Política de Privacidade | Fale a Seus Amigos |

Copyright © 1995-2014, Infomídia Produções. Todos os direitos reservados.
Este é um site de divulgação sobre o Estado do Rio Grande do Sul. Quer contribuir? Sua contribuição será muito bem-vinda.