Buscar em     por     
     Minha Conta/Login | Publicidade | Contato     

     Home    PUBLICAR   CADASTRO   Pets Brasil   Postais   Busca RS   Ajuda










  Categorias

Ver Todas as Categorias

Procurar por municípios


  Serviços

Procura um novo amor? Cadastre-se grátis no Cupido BR

Mande postais gratuitos do RS e de todo o país. Agende eventos


  Destacados


Dr. MARCO TÚLIO VICHINSKI ROCHA



     

Você está aqui:   Home > História Gaúcha > Missões > 4 - Ataques dos bandeirantes

XII - As reduções fundadas no atual Paraguai

Comentários | Adicionar a Favoritos | Enviar a Amigos |


Page Views: 1290
Publicação: 08/09/2007

 Os jesuítas também procuraram formar algumas reduções no Norte do atual Paraguai, próximo às regiões do Chaco e Pantanal, ao mesmo tempo que realizaram a expansão rumo a Guairá e Tape, sofrendo a resistência de "encomenderos", que dificultaram a implantação do primeiro aldeamento em Guarambaré.
 
 Continuaram os esforços nos anos seguintes e, quando, em 1633, estavam prestes a formar quatro reduções na chamada Província do Itatim, houve o ataque da bandeira de Ascenso Quadros, auxiliada por moradores locais de Santiago de Xerez, descontentes com o abandono do governo de Assunção. Muitos índios foram aprisionados, mas os padres conseguiram a libertação de um dos principais líderes e, em 1634, formaram as reduções de Nossa Senhora da Fé e San Ignácio de Caaguaçu (diferente de San Ignácio Guazu, a primeira a surgir), por sua vez atacada em 1657 pela bandeira de Raposa Tavares, numa incursão que tinha o objetivo de chegar à região amazônica passando pelo Peru. Foi novamente grande o número de índios aprisionados e outros fugiram, agrupando-se nas reduções próximas daquelas.
 
 Sem o apoio do governo de Assunção, que retirou os jesuítas do comando dessas reduções, colocando em seus lugares padres seculares, praticamente desapareceram os aldeamentos do Itatim, cujas reduções somente ressurgiram em 1669, mas mais ao Sul, próximo a San Ignácio Guazu, com os nomes de Santa Maria da Fé e Santiago.
 
 Ainda em território do atual Paraguai foram constituídas por volta de 1637 as reduções de La Santíssima Trinidad e San Cosme y San Damian, com indígenas oriundos das reduções do Tape, no atual Rio Grande do Sul.
 
 Em 1685 foi fundada a redução de Jesus, mudada de local quatro vezes; e, em 1698, a de Santa Rosa de Lima, com índios que se separaram de Santa Maria da Fé.
 
 Anos antes, a redução de Encarnación, Itapua ou Nuestra Señora de la Encarnación de Itapua, que originalmente se situou na margem direita do rio Paraná, no atual território argentino, se mudou para a margem esquerda, no atual território paraguaio, ficando assim completado o leque das oito reduções que se fixaram no Paraguai, com as quais se deu entrada, em áreas do atual país do Paraguai, à segunda fase das reduções, mais calma e prolongada. Foi ainda nesse período que a redução de Corpus passou de um lado ao outro do rio Paraná, deixando o atual Paraguai e se instalando na atual Argentina.
 
 Os ataques dos bandeirantes, todavia, já haviam feito grande devastação em toda a área - destruíram pelo menos 30 reduções no Guairá, Tape, Uruguai e Itatim, escravizando ou matando, até 1650, pelo menos 300 mil índios, segundo cálculos oficiais citados nos editos do rei espanhol Felipe V, em 1639 e 1668. A partir desse grande rombo é que se construiu a segunda fase, não tão preocupada com expansão, concentrando-se mais na consolidação e fortificação dos lugares conquistados.


Fonte:  





Fotos Adicionais


Classificação Média dos Visitantes:    0.00 (até 5)
Número de votos: 0 Votos

Vote no artigo:
 Comentários dos visitantes (0)
escreva um comentário (NÃO é para contatar o site)
(Não foram encontrados comentários. O seu pode ser o primeiro!)




 
     

 


Mapa do Site | Termos de Uso | Política de Privacidade | Fale a Seus Amigos |

Copyright © 1995-2014, Infomídia Produções. Todos os direitos reservados.
Este é um site de divulgação sobre o Estado do Rio Grande do Sul. Quer contribuir? Sua contribuição será muito bem-vinda.