Buscar em     por     
     Minha Conta/Login | Publicidade | Contato     

     Home    PUBLICAR   CADASTRO   Pets Brasil   Postais   Busca RS   Ajuda










  Categorias

Ver Todas as Categorias

Procurar por municípios


  Serviços

Procura um novo amor? Cadastre-se grátis no Cupido BR

Mande postais gratuitos do RS e de todo o país. Agende eventos


  Destacados


Dr. MARCO TÚLIO VICHINSKI ROCHA



     

Você está aqui:   Home > História Gaúcha > Missões > 7 - O Fim

XXII - O término, com uma nova república

Comentários | Adicionar a Favoritos | Enviar a Amigos |


Page Views: 1299
Publicação: 08/09/2007

 Nas margens do rio Uruguai, os Sete Povos das Missões ainda não estavam completamente destruídos. Os caudilhos da atual Argentina sempre pretenderam ocupar essa área, antes sob domínio espanhol, entregando a missão ao general Frutuoso Rivera, que, em 1827, a concretizou, sem nenhuma reação das forças brasileiras (o Brasil já era independente).
 
 Mas, antes de ocupar as Missões, Rivera terminou perseguido pelo próprio Exército argentino, e, assim, ao invés de incorporar à Argentina a área conquistada, constituiu nas Missões (do lado brasileiro) um governo regular, pretendendo fazer o projeto evoluir para a República RS VIRTUALnse, que os liberais gaúchos também queriam estabelecer.
 
 O sonho durou oito meses, depois dos quais Rivera foi forçado a deixar a região, o que, no entanto, somente fez depois de saquear tudo, inclusive igrejas, levando o que restava.
 
 As populações missioneiras transmigraram com Rivera para o atual Uruguai, onde, com esses índios, em 1829, ele fundou a cidade de Bella Union. Os índios, porém, terminaram por se organizar em bandos armados e passaram a invadir o território brasileiro, de Quaraí ao Alegrete, no Rio Grande do Sul, para assaltar fazendas.
 
 Parte deles foi morta por Manuel Luiz Osório, que era tenente em Quaraí. Em 1831, os restantes sublevaram-se contra o próprio Frutuoso Rivera, que então presidia a constituída República do Uruguai. Um grupo de índios chegou a deixar Bella Union para enfrentar Rivera, mas foi destroçado e os sobreviventes distribuídos entre os moradores de Montevidéu e de outras cidades do Uruguai, para serem "educados" e voltaram a ser "cristianizados". Alguns ainda ficaram em Bella Union, e em 1834 foram enviados para as imediações de Durazno, também no Uruguai, fundando um povoado que denominaram São Borja, mas que não durou muito. Era o fim melancólico dos remanescentes da República Guarani.


Fonte:  





Fotos Adicionais


Classificação Média dos Visitantes:    0.00 (até 5)
Número de votos: 0 Votos

Vote no artigo:
 Comentários dos visitantes (0)
escreva um comentário (NÃO é para contatar o site)
(Não foram encontrados comentários. O seu pode ser o primeiro!)




 
     

 


Mapa do Site | Termos de Uso | Política de Privacidade | Fale a Seus Amigos |

Copyright © 1995-2014, Infomídia Produções. Todos os direitos reservados.
Este é um site de divulgação sobre o Estado do Rio Grande do Sul. Quer contribuir? Sua contribuição será muito bem-vinda.