Buscar em     por     
     Minha Conta/Login | Publicidade | Contato     

     Home    PUBLICAR   CADASTRO   Pets Brasil   Postais   Busca RS   Ajuda










  Categorias

Ver Todas as Categorias

Procurar por municípios


  Serviços

Procura um novo amor? Cadastre-se grátis no Cupido BR

Mande postais gratuitos do RS e de todo o país. Agende eventos


  Destacados


Dr. MARCO TÚLIO VICHINSKI ROCHA



     

Você está aqui:   Home > História Gaúcha > Missões > 9 - Devastação

XXIX - Os muitos incidentes no final da República

Comentários | Adicionar a Favoritos | Enviar a Amigos |


Page Views: 1068
Publicação: 08/09/2007

 As reduções possuíam condições de vida muito superiores às de cidades que ainda existem na região onde se desenvolveram: as estradas eram bem conservadas, havia esgoto em algumas das cidades, todas as construções incluíam varandas, eram arejadas, não faltavam casas e nem alimentos.
 
 Atacadas pelos bandeirantes "encomendeiros" e tribos inimigas, as reduções acabaram armando-se, graças ao que se tornaram um importante braço da Coroa Espanhola para intervenção em diversos conflitos do Prata.
 
 Cada redução tinha um corpo de cavalaria, armado com sabres, lanças e mosquetes; e outro de infantaria, com espadas, fuzis, fundas, arcos e flechas e macaná. Seiscentos a mil cavalos estavam sempre preparados, em cada redução, para utilização imediata, e, em pouco tempo, poderiam ser mobilizados ao menos 30 mil índios, todos a cavalo, para qualquer tipo de operação ofensiva ou defensiva.
 
 Quando houve a revolta da chamada Comuna de Assunção, as reduções, durante algum tempo, mantiveram permanentemente mobilizado um grupo de 12 a 14 mil homens, preparados para intervenção imediata, em defesa da Coroa Espanhola.
 
 Os incidentes ocorreram entre 1721 e 1735. Dom José de Antequera, que poderia ser considerado o chefe do primeiro partido de independência formado na América Latina, queria que os colonos tivessem declarada sua liberdade em relação à Espanha. Como não pretendia o mesmo para os índios, os jesuítas das reduções ficaram contra ele, e apoiaram a candidatura de dom Balthasar Garcia Ros para governar o Paraguai.
 
 Este acabou sendo preso e os jesuítas foram expulsos de Assunção. Um pequeno exército guarani de quatro reduções próximas foi atraído para uma cilada nas proximidades da capital, e todos os índios foram mortos, o que chamou a atenção da Coroa. As autoridades coloniais nomearam um terceiro nome para governador, prenderam Antequera e o condenaram à morte no Peru, o que resultou em forte reação popular na capital do Paraguai, onde os revoltosos formaram uma comuna e armaram um contingente que passou a atacar as reduções próximas. Nos anos seguintes mataram um novo governador que pretendia restabelecer relações com os guaranis, e, nesse momento, as autoridades espanholas decidiram enviar um exército de Buenos Aires para dominar os paraguaios. Até a chegada do corpo armado, Assunção foi cercada por 12 mil índios das reduções, o que levou os revoltosos a se entregarem.
 
 Em 1702 os guaranis conseguiram impedir que os ingleses invadissem Buenos Aires, transportando, com suas barcas, todo um exército de Corrientes para a futura capital argentina.
 
 Pouco antes, foram os índios missioneiros que patrulharam todo o litoral na altura da atual Montevidéu, para impedir a entrada de portugueses em direção à Colônia de Sacramento.
 
 Em 1772, também foram os guaranis que construíram os fortes de Santa Teresa e Santa Tecla, ainda hoje existentes, próximos à fronteira com o Brasil, pouco além do Chuí, procurando, igualmente, impedir a entrada de portugueses a partir do atual território brasileiro.


Fonte:  





Fotos Adicionais


Classificação Média dos Visitantes:    0.00 (até 5)
Número de votos: 0 Votos

Vote no artigo:
 Comentários dos visitantes (0)
escreva um comentário (NÃO é para contatar o site)
(Não foram encontrados comentários. O seu pode ser o primeiro!)




 
     

 


Mapa do Site | Termos de Uso | Política de Privacidade | Fale a Seus Amigos |

Copyright © 1995-2014, Infomídia Produções. Todos os direitos reservados.
Este é um site de divulgação sobre o Estado do Rio Grande do Sul. Quer contribuir? Sua contribuição será muito bem-vinda.